Busca Implacável 3 (2014)

Padrão

Busca Implacável 3Mesmo o Bryan “eu vou te matar” Mills (Liam Neeson) sendo um dos personagens mais legais que apareceram no cinema de ação nos últimos anos, não tive a menor vontade de pagar para assistir esse Busca Implacável 3. O primeiro filme é divertidíssimo, cheio de frases de efeito e cenas de pancadaria absurdas, mas o segundo, além de ser muito mal dirigido, com câmeras tremidas e uma edição porca, traz uma história forçada que, na maior parte do tempo, apenas repete com menos brilho o que já fora feito anteriormente. Como desconfiei que o terceiro episódio da franquia não seria muito melhor do que seu antecessor, deixei passar a chance de vê-lo na tela grande e só fui lembrar dele agora, mais de 2 anos depois do lançamento. Nesse momento, tudo o que sinto é felicidade por ter economizado o meu dinheirinho suado de rapaz trabalhador.

Neeson, que já havia dito que não voltaria para a franquia caso o roteiro girasse em torno de outro sequestro, aceitou reprisar seu papel em uma trama mais velha do que nariz na cara. Desta vez, o ex-agente do governo precisa provar sua inocência enquanto foge da polícia, que acusa-o de ter matado sua ex-mulher (Famke Janssen). Nesse jogo de gato e rato, o esperto detetive Franck Dotzler (Forest Whitaker) é o cara que colocará-se entre Mills e o homem que tentou incriminá-lo.

Encarregado novamente da direção, o francês Olivier Megaton repetiu todos os erros que ele já havia cometido no Busca Implacável 2. As cenas de ação, que demoram um pouco para começar devido ao drama familiar chato que o diretor explora no início (Kim, a filha de Mills interpretada pela Maggie Grace, está grávida), seguem essa linha medonha de cortes frenéticos que impera na maioria dos filmes atuais. Em um determinado momento, quando Mills está correndo através de uma vizinhança para fugir da polícia, chamei a atenção da minha esposa para a velocidade absurda da edição e, juntos, contamos cerca de 20 cortes  em 15 segundos. Outra vez, todo o esforço do Liam Neeson para executar movimentos precisos e convincentes perde-se no meio da direção desastrada de Megaton.

Busca Implacável 3 - Cena 3Ainda que termine de forma absurda, com Mills atentando contra a aviação civil (rs) em uma cena tão ridícula quanto engraçada, Busca Implacável 3 é o filme mais “paradão” da série.  A perseguição de Dotzler à Mills, na maior parte do filme, é mais cerebral do que física e, mesmo que o senso de planejamento de ex-agente continue aguçado e que o Forest Whitaker consiga usar uma borrachinha para dar dignidade a um personagem manjado, devo dizer que foi bem decepcionante ver uma franquia que começou com uma ameaça cabulosa seguida de uma onda épica de mortes transformar-se em um filme de suspense genérico. Eu trocaria fácil aquela “reviravolta” do final e todas aquelas perseguições bobas de carro, por exemplo, por mais cenas de combate corporal e momentos onde o Neeson usasse sua voz cavernosa para amedrontar os bandidos.

Busca Implacável 3 - Cena 2Para não falar que não gostei de nada, curti algumas idéias bizarras do roteiro, coisas como um vilão russo (sempre eles) vestindo uma cueca e atirando feito doido e a briga dentro da loja de bebidas, momento triste que redefine o significado da palavra “desperdício”. Isto posto, não estenderei este texto mais do que o necessário, até porque não há mais nada para comentar: Busca Implacável 3 é mal executado, longo (1h55min) e previsível (duvido que alguém não descubra o verdadeiro ‘vilão’ da trama antes do fim). Espero que o Liam Neeson, que é um bom ator, desista de vez da série e ignore o gancho  que o final deixa para uma continuação. É isso ou ele corre o risco de transformar-se no Charles Bronson dessa geração.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s