A Grande Aposta (2015)

Padrão

A Grande Aposta“Hello, assistiu Big Short?”

“Não, tô querendo ir hoje”

“ASSISTA. Eu gostei muito, talvez porque eu trabalhe com isso e nunca tinha visto um filme tratar a parte técnica com seriedade igual esse”

Travei esse diálogo com um amigo que cursou Economia e que hoje trabalha em um escritório lidando com a Bolsa de Valores. Sujeito eficiente e bom de papo, não vi porque duvidar desse comentário dele sobre o Big Short (que por aqui saiu com o título A Grande Aposta), principalmente no que diz respeito à parte técnica. Quando não entendo nada sobre um assunto (e é o caso no tocante a economia), procuro ouvir, valorizar e respeitar a opinião de quem entende, postura fundamental para quem deseja continuar aprendendo.

Bem, agora que assisti A Grande Aposta, vale um exercício de humildade: eu não entendi praticamente nada da tal “parte técnica” que ele aborda 😀 O filme, que é baseado em fatos reais, fala sobre a Bolha Imobiliária que provocou uma crise econômica nos EUA em 2008. O diretor Adam McKay vale-se de três grupos de personagens distintos (banqueiros, agências de investimento, cidadãos comuns) para contar como algumas pessoas conseguiram prever a formação da Bolha e lucraram enquanto o restante do país mergulhava na crise. É um filme com uma edição modernosa que inclui a quebra da “quarta parede” (os atores falam com o espectador), textos explicativos e cortes frenéticos, mas no geral o que chama a atenção mesmo é o discurso técnico quase ininteligível para quem é leigo no assunto. McKay até tenta explicar alguns termos, mas a própria forma como ele faz isso (interrompendo a história de forma brusca, utilizando pessoas que não são lá exatamente símbolos de inteligência para tal) dá a entender que o propósito aqui nunca foi dar uma aula de economia, mas sim mostrar como a ignorância generalizada do assunto acaba permitindo que pessoas e corporações gananciosas especulem e coloquem em risco a estabilidade financeira de milhares de pessoas.

A Grande Aposta - Cena 3Antes de prosseguir, acrescento ainda que, até mesmo por não ter entendido a maior parte do que é falado em A Grande Aposta, não gostei do filme. Sei que é uma produção que está concorrendo a 5 Oscars, entre eles Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Roteiro Adaptado, mas não vou furtar-me de emitir uma opinião sincera por conta disso. Senti tédio e sono durante a sessão, pausei o filme para ver o meu Corinthians tomar um sufoco do Shakhtar e, no final, recorri ao álcool para tentar deixar as coisas um pouco mais interessantes. Não deu. Dentre todos os indicados ao Oscar de Melhor Filme que vi até agora (ainda falta O Regresso), ele foi o mais chato e difícil. Isso quer dizer que o filme seja ruim ou mal feito? Não, não mesmo.

Algo que fui aprendendo ao longo do tempo que mantenho esse blog foi ir deixando a passionalidade de lado na hora de escrever. Às vezes, leio alguns textos antigos que postei e dou risada das ironias e xingamentos que eu disparava contra os filmes que eu não gostava, mas não vejo mais porque fazer esse tipo de coisa atualmente. Não, eu não entendi e não gostei do A Grande Aposta, mas sei que isso deve-se muito mais a minha falta de alinhamento com os temas abordados do que de qualquer defeito que o filme possa ter. Sendo assim, vou tentar falar primeiro daquilo que achei bom antes de explicar mais detalhadamente o porque do já anunciado veredito negativo, ok?

A Grande Aposta - Cena 2Você não gosta do tema e você não entende nem a metade do que os personagens estão falando, mas nem por isso você deixará de perceber as ótimas atuações do elenco estrelado. Já vi o Ryan Gosling e o Brad Pitt em melhores momentos, mas o Christian Bale e o Steve Carell estão sensacionais. O primeiro faz um tipo quase autista que passa o filme todo rindo internamente da falta de visão alheia enquanto extravasa frustração ouvindo metal. Na melhor cena do personagem, o próprio Bale assume as baquetas de uma bateria para executar a pedrada By Demons Be Driven do Pantera. Já o Carell, que no Foxcatcher já havia nos mostrado um pouco do seu lado sombrio, entrega outra atuação irrepreensível como um banqueiro atormentado pelo dilema moral que consiste em fazer fortuna as custas da desgraça alheia. Sobre o que é bom, reitero que a edição é dinâmica e ajuda a dar fluidez ao filme: sempre que os diálogos começam a tornar-se muito pesados, acontece algo engraçado para fazer a gente rir, seja dos personagens (tem o cara que não gosta de falar sobre o pai dele rs), ou da nossa própria ignorância que é esfregada na nossa cara, por exemplo, quando a Selena Gomez fala com desenvoltura sobre algo que nós não entendemos.

A Grande Aposta - CenaEu acrescentaria ainda que a trilha sonora é boa e que é louvável o tom documental adotado na parte final para denunciar os crimes financeiros que foram cometidos contra o povo americano. Isto posto, repito que não gostei de A Grande Aposta e arrisco a dizer que ele deve dar um “nó na cabeça” da maioria das pessoas que arriscarem a assisti-lo: para tratar a “parte técnica com seriedade”, como o meu amigo disse, o diretor muitas vezes precisou abrir mão de fazer-se entender. Quando olho para outros filmes que lidam com temas matemáticos que não são de conhecimento geral, como O Homem Que Mudou o Jogo, acredito que McKay poderia ter encontrado uma narrativa mais acessível que não comprometesse o conteúdo, mas, como não foi o caso, só resta-me reconhecer que não aproveitei quase nada de A Grande Aposta e que fiquei feliz por, na última hora, ter optado por não pagar o ingresso e assisti-lo em casa.

A Grande Aposta - Cena 4

Anúncios

»

  1. Pingback: Trumbo – Lista Negra (2015) | Já viu esse?

  2. Pingback: What Happened, Miss Simone? (2015) | Já viu esse?

  3. Pingback: A Qualquer Custo (2016) | Já viu esse?

  4. Pingback: Sing Street (2016) | Já viu esse?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s