Antes da Meia-Noite (2013)

Padrão

Antes da Meia-NoiteAntes da Meia-Noite, ao que tudo indica, é o último capítulo da história de amor começada por Jesse (Ethan Hawke) e Celine (Julie Delpy) em 1995 no Antes do Amanhecer. Como trata-se do fim de uma trilogia (que inclui ainda o Antes do Pôr-do-Sol) no qual desdobram-se acontecimentos dos outros dois longas, precisarei, por vezes, falar sobre eles sem medo de revelar detalhes de seus roteiros. Leia apenas caso você esteja por dentro da trama ou não importe-se com SPOILERS, ok?

No fim do último longa, Celine tocou violão e dançou ao som da cantora Nina Simone diante de um Jesse maravilhado. Aquela mágica, mágica que ele sentira 9 anos antes enquanto caminhava com ela pelas ruas de Viena, ainda estava lá, viva e encantadora. O problema é que, nesse meio tempo, ele havia se casado e tido um filho. No entanto, não havia dúvidas, nem para ele, nem para o espectador que acompanhou a cena com o coração apertado, de que ela era o amor da vida dele. Antes do Pôr-do-Sol terminou deixando o futuro dos personagens em aberto, fazendo-nos sentir junto com eles o peso e as responsabilidades que as nossas escolhas durante a vida nos trazem mas, ao mesmo tempo, dizendo-nos implicitamente que nunca é tarde demais para lutarmos por aquilo que desejamos. E se eles tentassem? E se Jesse abandonasse mulher e filho nos EUA e, finalmente, fosse morar em Paris para ficar junta de sua amada. Antes da Meia-Noite fornece um cenário que responde a muitos desses “e se” e, respondendo, coloca em jogo a aura de amor perfeito que o diretor Richard Linklater havia criado para seus personagens. Acredito, porém, que esse último ato da trama, mais do que decepcionar os fãs de contos de fadas do tipo “e viveram felizes para sempre”, fornece-nos a chance de admirar não aquele tipo de amor que todos gostaríamos de viver, mas sim aquele que todos nós, com nossos defeitos e fraquezas, somos capazes de dar e receber.

Antes da Meia-Noite - Cena 3A paixão falou mais forte e Jesse resolveu sacrificar seu casamento moribundo e o relacionamento com o filho para ficar junto de sua amada. Nos 10 anos que passaram-se desde aquele fim de tarde de valsas e passeios de barco, ele mudou-se para Paris, teve gêmeas com Celine e escreveu outro livro. Agora, de férias com a família na casa de um amigo na Grécia, ele questiona-se sobre as decisões que tomou, triste por não conseguir acompanhar o crescimento do filho, enquanto Celine está ansiosa com a perspectiva de assumir um novo e importante cargo no trabalho. Eles continuam conversando entre si tanto quanto há 19 anos quando conheceram-se, mas nota-se em ambos uma ponta de ressentimento por aquilo que eles tiveram que abrir mão para ficarem juntos. O amor entre eles acabou ou estaria a ficção de Linklater finalmente aproximando-se dos “relacionamentos reais” que nós, pobres mortais, conhecemos?

Antes da Meia-Noite - Cena 4Com esse questionamento, não pretendo dizer que o amor que assistimos nascer em Antes do Amanhecer e amadurecer em Antes do Pôr-do-Sol seja utópico. Por mais que parta-se de uma condição idealizada, de jovens belos e inteligentes que encontram-se e passeiam por alguns dos cenários mais belos do mundo enquanto conhecem um a outro, o romance entre Jesse e Celine agrada principalmente pela habilidade do diretor/roteirista de conduzir e compor diálogos (sem dúvida, o ponto forte da série) que geram empatia. Com um ou outro ajuste cultural, eu consegui me enxergar tendo todas aquelas conversas repletas de referências, provocações, ironias e piadas autodepreciativas enquanto via o filme. O ponto aqui é que, devido a eles terem pouco tempo para ficarem juntos nos dois longas anteriores, dava-se a impressão de que aquele clima amistoso ultra romântico devia-se principalmente a falta de convivência. Como o meu saudoso avô dizia, só conhecemos realmente uma pessoa depois de comer 1 quilo de sal junto com ela. Em Antes da Meia-Noite, depois de conviverem durante uma década sob o mesmo tento, finalmente vemos Jesse e Celine mostrando as garras um para o outro. Não duvidei em nenhum momento, no entanto, que o amor deles houvesse acabado.

Antes da Meia-Noite - Cena 2Ontem (23/04), completei 5 meses de casado. Não tenho a menor dúvida de o que vivi ao lado de minha esposa nesse curto período de tempo foi muito mais forte, intenso, prazeroso e estressante do que praticamente tudo o que compartilhamos durante os 5 anos que antecederam a cerimônia de casamento. Fizemos viagens maravilhosas, reformamos nossa casa e tivemos muitas conversas divertidíssimas, mas também brigamos por coisas fúteis como a definição do local onde algum objeto deveria ser guardado e quem iria tirar o lixo. Algum observador pouco perspicaz poderia dizer que o nosso amor está acabando, que pessoas que se amam não discutem por coisas tão bobas, que isso e aquilo e blablabla. Não tenho receio de expor esse tipo de situação porque sei o quão longe da verdade está quem pensa que relacionamentos são feitos só de momentos felizes. Estou comendo o meu quilo de sal, amigos, mas o faço com um sorriso no rosto e sem pedir copos de água para terceiros. Destruímo-nos para nos reconstruir mais fortes ainda em seguida, seguimos adiante porque, em algum lugar lá atrás no passado, já identificamos um no outro algo pelo qual vale a pena lutar e recomeçar sempre que for preciso. É dessa vontade de ficar junto que Antes da Meia-Noite trata.

Antes da Meia-Noite - Cena 5Jesse e Celine estão novamente em um lugar paradisíaco conversando sobre coisas inteligente com pessoas inteligentes. As filhas deles são lindas, ela está prestes a ser promovida e ele ouviu do filho, que acabara de visitá-lo, um elogio acalentador. O que poderia dar errado em uma situação dessas? Praticamente tudo: eles já conhecem-se o suficiente para saber o que cada um dirá em determinado tipo de situação, o desejo sexual diminuiu com os anos, há contas para pagar e decisões à serem tomadas sobre o futuro. Há, em outras palavras, a própria vida colocando-se como um obstáculo entre eles. Depois de deixar as filhas junto com um casal de amigos, eles saem para passear e, após conversarem em tom nostálgico (até mesmo melancólico) sobre o tempo em que eles se conheceram, Jesse e Celine chegam em um hotel onde eles deveriam passar a noite. O que poderia ser uma oportunidade perfeita para transar transforma-se então em uma discussão homérica onde a conhecida habilidade retórica de ambos é utilizada não mais para impressionar, mas sim para machucar um ao outro. É daqui, do meio de uma série de acusações, exposições de defeitos e praguejamentos, que a racionalidade dele, a passionalidade dela e o bom humor de ambos ressurgem, tão fortes e apaixonantes quanto no início, para lhes garantir um novo começo, o final feliz que o espectador espera e o exemplo que encoraja todos nós a continuar lutando ao lado de quem nós amamos.

Antes da Meia-Noite - CenaAntes da Meia-Noite encerra de forma irrepreensível essa que é uma das maiores histórias de amor do cinema contemporâneo. Auxiliado novamente por Ethan Hawke e pela Julie Delpy, Richard Linklater escreveu outro filme soberbo sobre relacionamentos. Os cenários continuam enchendo os olhos, os longos planos sequência de diálogos estão tão bons e inteligentes quanto antes e, se dessa vez não temos a Delpy cantando uma baladinha melosa no violão, somos compensados com uma inesperada cena de nudez da atriz. Apesar de todo o efeito imperdoável da gravidade, devo dizer que eu esperei muito tempo por isso e que a tal cena é deveras mágica. Adeus, Jesse, adeus, Celine, e obrigado a vocês por tornarem o mundo um lugar menos preto e branco.

Antes da Meia-Noite - Cena 6

Anúncios

»

  1. No momento caloroso das discussões é complicado pra ambos perceber onde toda aquela conversa desgastante vai levar, e o filme mostra que para crescer e amadurecer é necessário ter conversas duras.

  2. Pingback: Boyhood: Da Infância à Juventude (2014) | Já viu esse?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s