Homem de Ferro 3 (2013)

Padrão

Homem de Ferro 3Na última sexta-feira (26/04), estreou oficialmente o tão aguardado Homem de Ferro 3. Eu não estava exatamente ansioso para assistí-lo (explico o porque na sequência), mas resolvi encarar a árdua tarefa de conseguir um ingresso para o blockbuster que sem dúvida alguma lotaria todas as salas disponíveis no dia. Cheguei no Cinemark local por volta das 19:30 e comprei ingressos para a sessão que começaria as 00:10. Paciência, lanche e uns 3 canecos de chopp fizeram os ponteiros do relógio marcarem 23:40, momento em que fui para a fila do caixa, comprei minha pipoca e refrigerante (pagando 1 real a mais por um copo promocional ultra descolado do super herói) e então me apresentei para o atendente do cinema com os ingressos na mão. Senhor, o seu ingresso é para amanhã. Respira, contém a vontade de descontar a raiva e a frustração em quem não tem nada a ver com o erro e vai falar com o gerente que, por uma feliz coincidência, era quem havia vendido o tal ingresso. Uns 10 minutos de ironias e acusações depois, saí do cinema e voltei para a minha residência levando no bolso o dinheiro que eu tinha pagado pelos ingressos e duas cortesias para assistir o filme no domingo (28/04). Moral da história? Nenhum, foi só um desabafo mesmo.

Eu gosto do Homem de Ferro mas não gosto dos filmes dele. Não falo como aquele fã chato que leu todos os quadrinhos do personagem, aquele cara que senta na poltrona do cinema louco para colocar defeitos no filme. Antes da estréia do primeiro longa do Jon Favreau, eu conhecia-o apenas através dos jogos de videogame da Capcom e de algumas matérias da revista Herói. Estou, portanto, no grupo de pessoas que amaram o Tony Stark do Robert Downey Jr. e que, principalmente devido a performance do ator, passaram a interessar-se pelo personagem e suas aventuras.Homem de Ferro 3 - Cena

Homem de Ferro e sua sequência tem alguns dos melhores efeitos especiais já usados em filmes de super herói. O primeiro ainda traz a seu favor as ótimas cenas que apresentam as habilidades de voô e combate do personagem e o segundo fez um ótimo trabalho ao preparar terreno para o longa Os Vingadores. Não nos esqueçamos também da excelente trilha sonora composta por clássicos do AC/DC e Queen. O meu problema com os filmes eram as cenas de ação e, principalmente, os vilões. A pancadaria com capangas genéricos rolava solta na série mas a edição frenética nos permitia ver muito pouco no meio de todos aqueles tiros, explosões e fumaça. Já os vilões, apesar de possuírem visuais e discursos afiados como o do Whiplash, não eram bem aproveitados naquilo que deveria ser o clímax da história, o embate com o herói, visto que essas lutas eram extremamente rápidas, pouco criativas e, por isso mesmo, frustrantes. Esse mesmo “erro” também pode ser visto no filme do Capitão América (lembram da luta sem vergonha dele com o Caveira Vermelha?) mas, como foi 100% corrigido no Os Vingadores, era de se esperar que a terceira parte da franquia também melhorasse nesse quesito.

Mandarin?

Mandarin?

Em Homem de Ferro 3, Tony Stark (Downey Jr.) tem que enfrentar as consequências do seu estilo de vida. A arrogância e a soberba do personagem acalentam o berço do vilão chamado Mandarin (Ben Kingsley), o qual inicia uma série de ataques terroristas em solo americano, destruindo inclusive a caríssima mansão Stark. Derrotado dentro de sua própria casa e sem seus trajes e tecnologia, Tony começa uma jornada de reaprendizado para salvar o país e sua amada Pepper Potts (Gwyneth Paltrow).

Apesar de não ter dado tanta atenção para a trilha sonora como seu antecessor, o diretor Shane Black manteve o nível altíssimo dos efeitos especiais da série: Homem de Ferro 3 tem pelo menos 2 sequências de ação de “tirar o fôlego”, a saber o ataque à mansão e o resgate do avião presidencial, coisas finas mesmo. No resto das 2h10min do filme, acompanhamos Tony Stark, sem a armadura, procurando reerguer-se após o ataque do Mandarin e de seu “comparsa” vivido pelo Guy Pearce. Disso eu não gostei.

IRON MAN 3

Não há dúvida de que o grande responsável pelo sucesso do personagem seja o Downey Jr. e suas piadinhas irônicas. Eu mesmo gosto disso. O problema é que pegaram o que antes era um delicioso complemento para a história e praticamente fizeram um filme sobre isso. Homem de Ferro 3 é demasiadamente voltado para o personagem fora da armadura, uma aposta do tipo “vamos investir no que público gostou” que revela-se tediosa em vários momentos pelo excesso de situações cômicas.

O erro com o vilão repete-se e acaba sendo o pior da série. A reviravolta com o personagem do Ben Kingsley conduz a um fim previsível com uma batalha gigantesca, repleta de personagens, onde, de fato, só dois deles importam. Homem de Ferro e seu inimigo travam uma luta de dificuldade improvável para o herói enquanto coisas explodem e queimam no fundo. Patriota de Ferro, que ocupa uma infeliz posição de alívio cômico, tem mais problemas do que deveria para vencer seus inimigos, no fim o bem triunfa sobre o mal, explodem os fogos de artifício mais caros da história e os créditos surgem.

Homem de Ferro 3 - Cena 3

Shane Black errou a mão no desenvolvimento do personagem. Após dois longas, não é exagero pisar no freio das cenas de ação para concentrar-se mais no lado humano do herói, lado esse, aliás, que o público gosta. O exagero é considerar que investir nisso, sem corrigir os problemas dos filmes anteriores, bastaria para garantir uma boa continuação. Foi isso que eu vi na tela. Saindo na esteira do sucesso avassalador do Os Vingadores e contando com um personagem carismático, Homem de Ferro 3 já nasceu como um hit. Bom para quem lucra com ele, péssimo para quem, mais do que ser entretido, espera ser surpreendido.

Homem de Ferro 3 - Cena 4

Anúncios

»

  1. o timing do filme foi horrível também, uma cena conseguiu ser mais chata que a outra e o pior de tudo quanto mais o filme avançava mais voce via que aquilo que ele começava não era bem aproveitado. Juro que dormi na sala de cinema, e eu sou um dos maiores entusiastas da marvel :/

  2. Pingback: Thor: O Mundo Sombrio (2013) | Já viu esse?

  3. Pingback: Capitão América 2: O Soldado Invernal (2014) | Já viu esse?

  4. Pingback: Vingadores: Era de Ultron (2015) | Já viu esse?

  5. Pingback: Inferno (2016) | Já viu esse?

  6. Pingback: Doutor Estranho (2016) | Já viu esse?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s