Piratas Pirados! (2012)

Padrão

Piratas Pirados!Contrariando minhas próprias expectativas, consegui tempo para assistir e resenhar o Piratas Pirados! antes da cerimônia do Oscar. Não lembro desse filme na grade de programação dos cinemas e dificilmente eu iria assistí-lo não fosse a indicação que ele recebeu ao prêmio da academia (eu já tinha, inclusive, menosprezado a animação aqui tendo como base apenas o título dela). Não sou lá um grande fã de piratas e tenho observado, com certa tristeza, que o mercado de animações está um tanto quanto estagnado no que diz respeito a produzir material que não agrade apenas os pequenuchos. Assinado pelos diretores Peter Lord e Jeff Newitt, os responsáveis pelo divertido A Fuga das Galinhas, Piratas Pirados! não justifica sua indicação a estatueta nem por seu visual (que é bonito, mas repete o trabalho anterior de seus criadores) nem por seu roteiro, uma trama inconvencional, até certo ponto, cujos conflitos e narrativas são conduzidos sem um pingo de criatividade.

O Capitão Pirata é um homem do mar cujo maior sonho é ganhar o prêmio de Pirata do Ano. Com uma tripulação composta por sujeitos que parecem ser qualquer coisa menos piratas e um barco caindo os pedaços, ele não consegue realizar nenhum saque significativo e anos após ano é humilhado na competição pelo título que almeja. Em uma de suas muitas tentativas frustradas de conseguir ouro (e moral) assaltando outras embarcações, Capitão Pirata e sua equipe invadem o barco do cientista Charles Darwin e descobrem através dele que sua mascote, que eles pensavam ser apenas um papagaio gordo, é na verdade um Dodô, pássaro que julgava-se extinto. Empolgados com a chance de ganharem um prêmio pela descoberta (e, consequentemente, o dinheiro e o respeito para concorrerem ao título de Pirata do Ano), Capitão Pirata e seus amigos partem para Londres para uma competição científica, local onde reside uma versão gorda e maligna da Rainha Vitória que odeia piratas mais do que tudo.

O título original dessa embromação era algo do tipo “Os Piratas em uma aventura com cientistas”. Vá lá, não é algo que vemos todos os dias e, quando o ilustríssimo Charles Darwin surgiu na história, eu realmente fiquei surpreendido. A caracterização do cientistas é divertida, assim como o é a da rainha (por quem ele tem uma queda), e misturar a retidão do universo científico com o despojamento dos piratas rende algumas cenas engraçadas (a apresentação do Dodô, com a musica do 2001 é o melhor deles). O resto, infelizmente, é resto na forma mais depreciativa possível que a palavra pode alcançar.

Capitão Pirata e sua querida Dodô

Capitão Pirata e sua querida Dodô

A história de Piradas Pirados! fala de um personagem que deseja muito ser algo que ele não era. Ele consegue isso, sacrificando suas amizades no processo, percebe que esse “algo” não é lá essas coisas e, no final, aprende que o importante era ser realmente quem ele era, momento onde ele recupera os amigos e todos são felizes para sempre. Esse roteiro, que também foi usado no Detona Ralph, tem se transformado em um lugar comum pouco atrativo dentro das animações que não consegue mais me divertir quando não vem acompanhado de uma boa dose de piadas ou referências (como é o caso da aventura nostálgica da Disney através do mundo dos games). Temos um personagem excêntrico e engraçado (o macaco com as plaquinhas), uma boa sequência de ação (a luta final contra a Rainha Vitória) e o visual é caprichado, mas, parando um minuto para pensar, qual animação hoje em dia não é merecedora desses mesmos elogios?

No finalzinho, bem no finaliznho mesmo, acontece algo, envolvendo um peixe, que poderia acrescentar um elemento de originalidade trash ao longa. Infelizmente, a cena revela-se um embuste 3 segundos depois e acaba com qualquer possibilidade do filme ser lembrado a médio/longo prazo. Piratas Pirados! não merece sua atenção, passem longe, me agradeçam e tenha uma boa tarde.

Infelizmente, um dos poucos atrativos de Piratas Pirados! é isso aí, um macaco segurando plaquinhas

Infelizmente, um dos poucos atrativos de Piratas Pirados! é isso aí, um macaco segurando plaquinhas

Anúncios

»

  1. Pingback: ParaNorman (2012) | Já viu esse?

    • Fico feliz por você ter gostado, mas a minha opinião contrária não me torna necessariamente uma pessoa chata. Não que eu não seja, enfim rs

      • O desenho foi bom sim! agradou muito as criancas, entao vai uma dica para vc nao ficar mais desapontado, nao alugue seus dvds na secao INFANTIL!

  2. marauder diz: cala a boca, seu mané!! aposto que tú gostou de batman! ficou chateado com o filme, panaca? ninguem te perguntou nada!

  3. Pingback: Divertida Mente (2015) | Já viu esse?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s