Alto Controle (1999)

Padrão

Um dia desses, em um horário vago do curso de Controlador de Tráfego Aéreo, o instrutor iniciou a exibição do filme Alto Controle para que pudessemos nos familiarizar com a realidade do setor (ou pelo menos com a forma como Hollywood vê a profissão). Felizmente, devido a um problema na legenda, a sessão foi cancelada e o filme ficou apenas como uma sugestão para os interessados. Digo felizmente porque, naquele momento do curso, com todo mundo estressado por conta das muitas provas agendadas, não seria lá muito legal ver um filme onde a última coisa que importa é o Controle de Tráfego Aéreo e, pior, onde os controladores são retratados como pessoas excêntricas,  egoístas e invejosas. Não que eles não sejam, enfim …

Assinado pelo diretor Mike Newell, o mesmo de trabalhos variados como Quatro Casamentos e Um Funeral, Donnie Brasco, Harry Potter e o Cálice de Fogo e Príncipe da Pérsia, Auto Contole pretende ser uma comédia sobre ganhar o controle após perder o controle. Sim, é isso aí mesmo e é deveras chato. Nick Falzone (John Cusack) é o “herói” do Controle de Aproximação de Nova York: em um lugar onde em um dia há mais tráfego aéreo do que há em 1 mês em outros lugares no mundo, Nick dá show com seu conhecimento da profissão e coordenadas precisas. A cena de abertura, onde ele sequencia várias aeronaves e coloca-as em fila para pouso está entre o fantástico e o risível. A tal perda de controle começa quando bad boy Russell Bell (Billy Bob Thornton) chega de transferência para trabalhar no mesmo lugar. Precedido por histórias incríveis à seu respeito, Russell é aquele cara que é bom em tudo que faz e isso ameaça a posição de Nick como macho alfa do local.

Competições para saber quem é o melhor no trabalho são ridículas na vida real e são ridículas no filme. Falzone, que se dá mal em praticamente todos os embates que tem com Russell, parece sentir-se ameaçado pela autoconfiança do novo colega de trabalho e vê-se obrigado a superar tudo aquilo que ele faz para continuar no topo. O que começa com uma inocente disputa de arremessos no basquete progride para tentar conquistar a mulher um do outro e, o pior de tudo, faz com que eles coloquem a vida das pessoas que estão dentro dos aviões em risco devido aos desdobramentos do embate. O que foi feito para ser uma comédia não me fez nem esboçar uma risada e ficou pior ainda quando eu parei para pensar a respeito da “mensagem” que o filme tenta passar.

Para todos os efeitos, Nick é um cara feliz. Ele tem uma esposa bonita (Cate Blanchett), dois filhos e um emprego que ele gosta e no qual ele é bom. Quando Russell surge, ele não apenas parece esquecer de tudo isso quanto começa a dar provas de ser uma pessoas invejosa. Vejam bem, não tenho intenção alguma de julgar o personagem ou algo do tipo, o comportamento humano, para o bem e para o mal, é imprevisível e todos nós estamos sujeitos a nos comportar de alguma forma que não pareceça racional aos olhos dos outros. O meu problema com Alto Controle é que o roteiro nos apresenta um personagem que é de um jeito, aí ele acha que não precisa ser assim e, depois de “perder o controle”, ele volta a ser EXATAMENTE do mesmo jeito que ele era antes. O filme sai do nada e vai para lugar nenhum e no meio do caminho tem idéias sofríveis e improváveis como aquela da esteira de turbulência do Boing 747 e o Nick encontrando facilmente Russell no meio do mato após o personagem “desaparecer”.

Quer assistir um filme sobre Tráfego Aéreo? Não assista esse filme. Quer ver uma boa comédia? Não veja esse filme. Quer ver a Angelina Jolie pelada? Assista Pecado Original. Alto Controle é daquelas aberrações cinematográficas que não acrescentam nada na vida de ninguém e devem ser evitadas a todo custo.

A melhor cena do filme para que tu não precise assistí-lo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s