Haverá Dragões (2011)

Padrão

Resumidamente, a Guerra Civil Espanhola opôs militares e simpatizantes do antigo governo do Rei Afonso XIII e os defensores da Segunda República Espanhola, governo eleito democraticamente apoiado pela esquerda, comunistas e anarquistas. Durante o conflito, a Igreja Católica espanhola apoiou os militares e teve vários de seus membros (padres, bispos), mortos por militantes do governo popular. Maiores informações no Wikipédia.

Há uma grande chance da experiência ter sido decepcionante se você pegou sua espada e escudo, vestiu sua armadura +8 e colocou Emerald Sword para tocar antes de assistir Haverá Dragões. Ao contrário do que o título sugere, não há dragões no filme, pelo menos não literalmente. Como foi indicado no começo do texto, o cenário é a Espanha e sua Guerra Civil que acabou levando o General Franco ao poder. Começa no presente, com o jornalista Robert (Dougray Scott) sendo requisitado para escrever uma matéria sobre o fundador da Opus Dei, Josemaria Escrivá (Charlie Cox), padre que está prestes a ser canonizado pela Igreja Católica. Investigando, Robert descobre que Manolo (Wes Bentley), pai com quem ele não conversa há cerca de 8 anos, não só conheceu Escrivá como foi seu amigo. Quando solicita uma entrevista, Robert desperta em Manolo memórias de uma época de lutas, paixões, inveja e … dragões.

Josemaria Escrivá

Os “dragões” do título e da história também são conhecidos como “esqueletos no armário”, são alegorias para aqueles erros cometidos no passado dos quais nós não nos esquecemos e não nos orgulhamos. Manolo, filho de um rico empresário, cresceu colocando a culpa de seus problemas em deus. Influenciado pela mãe, tentou na adolescência seguir a “carreira” de padre mas desistiu, tendo, posteriormente durante a Guerra Civil, alistado-se do lado dos militares. Seu amigo Escrivá, ao contrário, viu seu pai falir e ficar pobre e, com fé redobrada converteu-se em um padre dedicado que procurou ajudar os fiéis durante o conflito. Separados na infância por questões sociais e na adolescência por diferenças ideológicas, as vidas dos dois amigos voltam a encontrar-se em um momento crucial da guerra, momento onde Manolo, após uma jornada sombria, recebe uma oportunidade de matar seus dragões e encontrar a redenção.

Baseado em fatos reais e dirigido e escrito pelo diretor Roland Joffé, Haverá Dragões vê a guerra sobre a ótica do catolicismo mas inclui e faz críticas aos erros da igreja além de representar o conflito e seus personagens em toda sua complexidade. Escrivá transforma-se em herói e a Opus Dei, ao contrário do que Dan Brown sugere no O Código Da Vinci, é vista como uma organização voltada para o bem, mas todo o contexto que envolve o personagem não sofre da simplificação pobre tipo mocinhos de um lado, bandidos do outro tão comum em filmes de guerra.

A guerra, aliás, é um dos pontos altos do longa tanto pela representação realista feita por Joffé, com explosões, guerrilha e os ataques da Luftwaffe quanto pelos vários ângulos ideológicos pelo qual ela é abordada: vê-se consciência política, manipulação e paixão cega e irresponsável  como motivações dos personagens.

Destaco ainda a participação convincente do Rodrigo Santoro como líder das forças de esquerda e os diálogos, dentre os quais aquela pérola que Escrivá ouve sobre a “semente”. De fato, algumas coisas na vida demandam tempo e esforço para revelarem seus verdadeiros potenciais. Isso serve para relacionamentos, para um livro difícil ou para filmes cujo prazer vem mais da apreciação da mensagem e de um ponto de vista do que do espetáculo visual. Haverá Dragões é um ótimo drama e, feitas as devidas considerações históricas (o que também é um processo prazeroso), é um excelente registro da Guerra Civil Espanhola.

Santoro como Oriol em Haverá Dragões

Anúncios

Uma resposta »

  1. Considerei a análise do filme bastante cuidadosa e repleta de reflexões interessantes, entretanto, gostaria de informar que São Josemaría Escrivá, fundador do Opus Dei, já foi canonizado, em 2002, pelo Bem-Aventurado João Paulo II.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s