Intriga Internacional (1959)

Padrão

Reza a lenda que um repórter certa vez disse que “todo mundo gostaria de ser o Cary Grant” e que o ator teria respondido “Eu também”. Essa resposta bem humorada e a brincadeira da identidade não tem nenhuma ligação direta com o filme Intriga Internacional, mas servem perfeitamente para dar uma idéia do que pode ser visto nesse que é considerado um dos trabalhos mais divertidos do Hitchcock.

Cary Grant é Roger O. Thornhill, um empresário que é confundido com um agente secreto do governo americano e que por isso passa a ser perseguido e sofrer tentativas de assassinato. Simples, né? Sim, e é por isso que esse filme é tão bom.

A essência de Intriga Internacional fica clara em um dos primeiros diálogos do filme. Quando o personagem do Cary Grant é perguntado sobre o significado do “O” do nome Roger O. Thornhill, ele pensa um pouco e diz “Não significa nada”. Hitchcock não fez um filme para que as pessoas repensassem a vida ou para dar alguma lição de moral. O compromisso aqui é com a diversão e podemos falar que ele foi bem sucedido por dois motivos:

1) O humor: Cary Grant interpreta uma espécie de cafajeste que mesmo nas situações mais difíceis consegue manter o bom humor. Ele esconde-se em compartimentos destinados a bagagem, dirige um carro completamente embriagado, participa de uma leilão de antiguidades para fugir dos bandidos (aliás, essa cena é genial, é daquelas que a gente assiste uma vez e nunca mais esquece) e consegue fazer piada com essas situações.

2) As cenas de ação: É desse filme uma das cenas de ação mais conhecidas da história do cinema (ver foto abaixo). A forma como esse avião é mostrado, primeiro voando em um local bem longe da cena e depois aproximando-se do personagem que está sozinho em um campo aberto e deserto, e a luta desse personagem para fugir dele são assustadoramente reais. Junte a isso a cena já citada do personagem dirigindo embriagado e a sequência de perseguição no Monte Rushmore e temos um filme de ação extremamente divertido e que merece ser visto.

Cary Grant foge do avião em Intriga Internacional. Obs: o filme não é em preto e branco

Anúncios

»

  1. Pingback: O Turista (2010) « Já viu esse?

  2. Pingback: Interlúdio (1946) « Já viu esse?

  3. Pingback: Hitchcock (2012) | Já viu esse?

  4. Pingback: O Massacre da Serra Elétrica – O Retorno (1994) | Já viu esse?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s