O Pior Trabalho do Mundo (2010)

Padrão

Diante da crise do mercado musical, um empresário do ramo precisa de uma boa dica de investimento para que sua empresa não vá a falência. Aaron Green, um de seus funcionários, sugere que eles produzam um show do roqueiro Aldous Snow e então é mandado para a Inglaterra para buscá-lo. A tarefa que a princípio parecia simples (levar Aldous até os EUA para o show) transforma-se em uma louca viagem de drogas, garotas e rock and roll. Ok, eu sei que essa última frase poderia estar em qualquer letra do Kiss.

O fato é que O Pior Trabalho do Mundo (uma das traduções para títulos mais incoerentes de todos os tempos) é muito, muito engraçado. O diretor Nicholas Stoller, responsável pelos roteiros dos divertidos Sim Senhor e As Loucuras de Dick e Jane, ambos estrelados pelo Jim Carrey, dá uma aula de como fazer humor “não intelectual” sem apelar para baixarias o tempo todo. Assim como nos filmes citados, o diretor demonstra uma habilidade enorme para fazer piada com os “assuntos do momento”, de modo que grande parte das risadas vem quando reconhecemos a situação que está sendo satirizada na tela. O texto não chega a ser tão nerd quanto aquele dos filmes do Seth Rogen, mas mesmo assim há momentos mágicos nesse sentido, coisas como uma participação engraçadíssima do Lars Ulrich e um momento onde Aaron Green (Jonah Hill) canta um pedaço de uma música do The Mars Volta.

Por falar em música, aqui elas são praticamente um personagem à parte. As letras cantadas por Aldous Snow são MUITO engraçadas, zoam para valer com o esteriótipo do roqueiro drogadão. E o melhor de tudo é que as melodias são muito boas, são músicas legais o suficiente para que baixemos o mp3 corramos atrás da trilha sonora após ver o filme. O único ponto negativo fica por conta do clichê da cena triste antes do final feliz, é simplesmente inaceitável que TODOS os filmes de comédia dos últimos anos usem esse recurso, fora que aqui ele ainda acontece com uma cena que deveria ser engraçada (a cena do “triplo”) mas que é fácil um dos momentos mais bizarros e deslocados dentro de um filme que eu já tenha visto. Felizmente dá para dizer que essa cena é uma exceção dentro de um filme engraçadíssimo que mudará para sempre o seu conceito da palavra”Jeffrey”.

Anúncios

»

  1. تـمـر الايآم والشهـور لنبـدآ سنـة جديدهـ ونطـوي سنـة مرت بكل مآفيهآ وبكل ذكريآتهآ .. في كل عـآم ننتهـى من سنـة ونحـن تختلف مشآعرنآ وآحآسيسنآ فقد مرت السنة بالعديد من الذكريآت المؤلمة والجميله والتي كآن لهآ الاثر الكبير في نفوسنآ ولايسآعنآ عند نهآية …كل عآم سوآ آن نتمنى لانفسنآ ولمن نحب سنة مليئة بالافرآح والحب وندعـو لمن فقدنآ من الاحبآب بالرحمة .. بـقيـت آيآم لنـبـدآ سنـة جديدهـ .. رآجي الله آن يجعلهآ سنة مليئة بالافرآح والمسرآت والمحب

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s