Entrando Numa Fria Maior Ainda Com a Família (2011)

Padrão

Comecei a acompanhar com interesse o trabalho do Ben Stiller depois de assistir o Duplex e o Entrando Numa Fria. O que pode ser visto naqueles dois filmes confirmou-se como uma tendência nos personagens interpretados pelo ator: são pessoas educadas, bem intencionadas e com um pouco de dificuldade para suportar e lidar com a falta de educação alheia. Empatia nível máximo com o Sr. Stiller.

Em Entrando Numa Fria Maior Ainda Com a Família, Stiller volta a interpretar Gaylord “Greg” Focker, nome que dessa vez foi traduzido como Greg Fornica, mais fiel ao original, mas menos apelativo e engraçado do que o anterior, Greg Pinto. Greg é intimado pelo sogro, Jack Byrnes (Robert DeNiro), a assumir o posto de patriarca da família quando ele morrer, a tornar-se o Poderoso Fornica (The GodFocker). Para tanto, ele deve garantir uma boa educação para os filhos, uma boa casa e estabilidade financeira. Com medo de decepcionar Jack, Greg procura uma forma de ganhar mais dinheiro e secretamente começa a dar palestras para promover um medicamente para disfunção eréctil.

É bom ver que uma série que já chega em seu terceiro filme consegue manter a qualidade e ainda acrescentar alguns bons elementos a história. As referências ao Poderoso Chefão ficaram tão naturais que até parece estranho que não tenham tido essa idéia antes. E o DeNiro lutando igual um lutador de boxe, lembra ou não lembra o clássico do Scorsese? Dustin Hoffman aparece pouco mas continua engraçadíssimo, os pequenos Fornicas foram um belo acréscimo para a história e há piadas que devem agradar todos os tipos de gostos, mesmo aquelas mais batidas, como mostrar um personagem vomitando no outro, são usadas de forma inteligente. O público da sessão que eu compareci era bem variado e, pelas reações durante o filme e pelos comentários no corredor após o término, ficou claro que a avaliação foi mais do que positiva. Boa comédia para começar o ano.

Anúncios

»

  1. Que filme você viu? Manteve a qualidade? Será que foi por isso que a produtora resolveu não fazer nenhuma sessão para os jornalistas especializados? Eles queriam esconder algo tão “bom”, afinal a imprensa divulga as coisas… O filme é uma bomba, uma vergonha para a carreira do De Niro. Gosto de algumas resenhas que você faz Lucian, mas dessa aqui eu discordo totalmente. O filme tem bons e maus momentos, não é de todo ruim, mas está longe de ser bom. A última coisa realmente boa em que vi De Niro atuar foi “Fogo contra Fogo”, faz tempo. Parece que ele “desaprendeu” a ler roteiros… Cara, povo é uma merda, eles gostam de porcaria, escolheram Barrabás e deixaram Jesus ser crucificado, gostam do corinthians e de pagode. Trabalham muito e ganham pouco, comem mal, se vestem mal…Povão é uma merda, se você assistir a um filme e todo mundo gostar, desconfie. A menos que você seja do povão também; você não é corintiano, é?

  2. UHAUHAUHAUHUHAAUHUAUHAUHAUHAUHAU
    Então a opinião dos “jornalistas especializados” é mais válida do que a do “povão”? Opa! E dentro dos atrativos da história que justificaram as continuações (claro, também tem a parte do $$$), não há queda de um filme para o outro, por isso afirmo sim que mantém a qualidade.
    Sobre o DeNiro, depois do Fogo Contra Fogo, ele ainda fez Jackie Brown, Máfia no Divã, Machete… Tem muita coisa boa.
    Entrando Numa Fria Maior Ainda Com a Família não é o fenomenal (isso, só o Ronaldo UHAUHAUH), mas é um bom filme.

  3. Pingback: O Ritual (2011) « Já viu esse?

  4. Pingback: Trumbo – Lista Negra (2015) | Já viu esse?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s