O Exorcismo de Emily Rose (2005)

Padrão

O Exorcista de 1973 do William Friedkin pode até não ser o primeiro filme a falar sobre possessões demoníacas (o polonês Madre Joana dos Anjos é de 1961), mas certamente é o primeiro que vem a cabeça quando pensamos no assunto. Na esteira do trabalho do O Exorcista, muitos diretores tentaram sem sucesso reproduzir o clima de medo, profanação e terror psicológico desenvolvidos por Friedkin. Digo “sem sucesso” porque, fora não contarem com o fator “novidade”, a maioria desses filmes limitaram-se a expor pessoas endemoniadas para assustar o espectador sem desenvolver minimamente o roteiro com alguma questão que vá além do tradicional “bem x mal”.

Dentro da “filmografia do exorcismo”, O Exorcismo de Emily Rose é sem dúvida um dos filmes mais interessantes disponíveis, não só por abordar o tema de uma forma diferente quanto por apoiar-se em uma história real, o que sempre dá credibilidade para o que será visto. A Emily Rose (Jennifer Carpenter, a irmão do Dexter) do filme foi baseada na história da alemã Anneliese Michel. Anneliese morreu durante a década de 70 depois que um padre, com o apoio da família da moça, tentou realizar um ritual de exorcismo para expulsar demônios que supostamente haviam possuído ela. O filme mostra cenas da possessão e do ritual, mas o foco é o julgamento do padre, que foi acusado de ser responsável pela morte de Emily por negligência.

O Exorcismo de Emily Rose, mais do que um filme de terror, é uma disputa entre ciência e religião, entre a fé e o ceticismo. O diretor claramente posiciona-se de um lado da discussão, mas há elementos o suficiente para que cada um tome sua decisão. Os argumentos dos dois advogados são fortes e a disputa entre eles foi feita de uma forma muito legal. Mais do que falar de religião, Exorcismo de Emily Rose é um filme que convida o espectador a deixar de lado velhos dogmas e considerar outras possibilidades de análise, raciocínio que o filme seguiu a risca na abordagem do tema e por isso mesmo saiu-se muito bem.

Anúncios

»

  1. Acoordei 2:50, fiquei morrendo de meedo KKKKKKKKK. Entrei embaixo do edredon e fiquei tentando dormir KKKKKKKKKKKKKK. Foi tenso. :/

  2. Pingback: Hellraiser 5 – Inferno (2000) « Já viu esse?

  3. Pingback: A Entidade (2012) « Já viu esse?

  4. Pingback: Doutor Estranho (2016) | Já viu esse?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s